Uma nova página

Ponte de Heráclito- R. Magritte (1935)
Tal como a ponte de Heráclito, camuflado é também o acesso para a saída. As pegadas disfarçadas de liberdade e solidão podem distinguir o melhor caminho. 
Sinal vermelho, cheia de tesouros nos pensamentos esperava cruzar a via pública.
O vento soprava presumindo que tivesse arrastado aquelas lembranças para longe. Todavia, apenas mostrava justificativas por ter atendido o chamado de uma quimera. Minutos depois, a luz verde ilumina a avenida. Meus pés distraídos alternam os passos no asfalto e,  surpreendida, percebo o impacto preciso de uma motocicleta tombando diante de mim.  O esperado pequeno tumulto se forma.
Não tive espanto em ver-me caída no solo, pressagiando a morte...
Caçaria o instante em que seu rosto se iluminasse para mim, e antes que me despencasse para o abismo, coletaria aquela  antiga hora tranquila que sempre se resumirá em primavera.
Minhas mãos, em vão,buscavam feridas. Que chegue a querer-me ... Se por  uma eventualidade ela me atendesse...

Diva de Montalbán

Instagram