Dia internacional da Mulher





Dia internacional da mulher, uma data que em suas raízes teve seu significado baseado nas reivindicações para uma melhor condição da mulher na sociedade, hoje é uma data festiva, fútil sem muito conteúdo. A interpretação atual desta data é: homenagear a mulher. E homenagear a mulher por qual razão?
Porque ela é mãe, porque ela é frágil, porque ela sofre mais em situações diversas... Já que saímos da revolução industrial estamos na modernidade, eu venho aqui, inserir a caracterização da mulher nos dias de hoje dentro de uma sociedade que é machista “só que não”.
 Como você, leitor define essa mulher moderna? Analisando que ela trabalha fora, educa os filhos, cuida da família?
Eu defino a mulher moderna, analisando algumas colegas, conhecidas, o público feminino em geral com uma palavra só: dissimulada.
 O que podemos observar nesse comercial da Vivo?
Uma mulher que não respeita o marido. Vemos um marido que não se respeita!


O que podemos observar nesse comercial da Claro?
Uma mulher desagradável. Um marido que se sujeita a essa situação desagradável.

O que podemos observar neste outro comercial da Claro?
  Uma mulher aborrecida que julga inepto seu marido. Um marido que aceita essa situação.

E nesta outra propaganda, http://www.youtube.com/watch?v=8BWDQTdu6_c observamos uma esposa também insatisfeita, e por estar enfastiada com seu casamento, desmoraliza o marido.
Se vocês procurarem, irão encontrar mais publicidade nessa esfera em que a mulher é uma dissimulada! Desvaloriza, desconsidera o outro, seja ele marido ou filho.
E as publicidades são atuais e se inspiram no comportamento da maioria. Ou seja, a mulher sempre insatisfeita, sempre exigente, crítica e dissimulada! Não estou nem citando o comportamento delas com outras mulheres.Apenas no âmbito familiar.

A mulher bem resolvida , segura de si, verdadeira e bem-humorada não é a maioria, logo não pode ser chamada de verdadeira mulher.
Então, chega a ocasião  dessas mulheres bem resolvidas, seguras de si e bem-humoradas  se relacionarem. O que acontece? Os homens tão acostumados com esses disfarces das dissimuladas que já conhecem desde a construção de seu dna, não reconhecem a relevância da mulher sensível, educada , que tem consideração pelo outro. Ele simplesmente se torna, como um vício de comportamento, um ser descortês e até inanimado.

Por isso meus amigos, no dia de hoje, não me parabenizem pelo dia da mulher, porque não me considero essa mulher que integra essa sociedade desvalorizada pelo comportamento hostil e hipócrita de muitas mulheres e homens também.

Diva de Montalbán

Instagram