Dia da Árvore

 Na minha infância, nas aulas de arte, enquanto a maioria dos alunos desenhava aquela casinha primária com telhado duas águas, eu desenhava árvores. Árvore verde, árvore rosa (ipê né gente? ), tinha até árvore de outuno sem muitas folhas... eu desenhava. Tentava desenhar cachorro, cavalo, gato , embaixo da árvore, porém sempre perguntavam: "O que está embaixo da árvore?" Quase nunca reconheciam os animais, mas a árvore eu tinha habilidade em desenhar. 
E na escola, dia 21 de setembro era o dia de cantar o hino da Árvore, chamado Festas das àrvores.

Cavemos a terra, plantemos nossa árvore,
Que amiga e bondosa ela aqui nos será!
Um dia, ao voltarmos pedindo-lhe abrigo,
ou flores, ou frutos, ou sombras dará!
 
Plantemos nossa árvore, que a árvore amiga
seus ramos frondosos aqui abrirá,
Um dia, ao voltarmos, em busca de flores,
com as flores, bons frutos e sombra dará.
 
O céu generoso nos regue esta planta
o Sol de dezembro lhe dê seu calor
A terra, que é boa, lhe firme as raízes
e tenham as folhas frescuras e verdor!
 

Essa é minha mãe na Jabuticabeira centenária da chácara, no verão passado..

Que pena que nas escolas não se comemora mais o dia da árvore e a consciência ecológica das pessoas está padecendo do mal de Alzheimer. Coma induzido pelo progresso da deteriorização de cultura, educação e principalmente responsabilidade individual.
 
Eu adorei aprender a cantar essa música, que não esperava chegar 21 de setembro. Sempre cantando ao mesmo tempo que desenhava as árvores nas folhas do caderno de desenho. Canto ainda quando planto alguma mudinha bebê em meus jardins. Plantei jasmim, plantei ameixa, plantei pingo de ouro, plantei hortelã( tá hortelã não é árvore mesmo :D), algodão (arbusto : D) ...
Acho que vou voltar a desenhar... as árvores sempre me deixam feliz ;)
Besos

Diva de Montalbán

Instagram