Amour, amour, je t'aime tant.

      Quem já viu um filme francês de 1970, chamado Pele de Asno (Peau d'âne) com a  Catherine Deneuve? Um filme baseado em um conto de Charles Perrault (autor dos famosos contos de fadas, como A Bela Adormecida, Cinderela, Pequeno Polegar...) Ela era uma princesa que seria obrigada a se casar com o rei que era seu próprio pai. Bem incestuoso, naturalmente, porém era exatamente o tema que o autor do conto pretendia abordar. 
E o caminho para achar seu príncipe encantado seria penoso , obviamente.
Vale a pena ler o conto e certamente assistir ao filme.
Catherine Deneuve, lá pela metade do início da história (metade do início é coisa minha) ,quando conhece o belo jovem por quem se apaixona, começa a cantar o amor... "Amour, amour j'aime tant..."
 

Esse é um filme bem engraçado, apesar de não ser comédia, mas a comédia maior relacionada a essa música, nesse filme, é o fato que aprendi a cantá-la (para castigo dos que me ouvem hahaha).
E quando me vi apaixonada, sentindo o "Duplo Impacto" do amor idealizado, e so me importava Jean-Claude , eu comecei a cantar o amor...
                 L'amour se porte autour du cou, le coeur est fou.
                    Quatre bras serrés qui s'enchaînent, l'âme sereine.
                     Comme un foulard de blanche laine,
                       L'amour s'enroule et puis se noue.
                           Amour, amour, m'a rendu fou.
....
               
que lindo meu amor que também adora cachorrinhos :D
...e os que me cercam apenas cobrem os ouvidos.
Eles sabem que seria covardia me pedir para deixar de amar... 
((( pelo menos parar de cantar essa música eu poderia hahaha mas não paaaaaaaarooooooooo..  É quase um mantra  hahahaa)))
                     Amour, amour, je t'aime tant.
Besos... ;)

Diva de Montalbán

Instagram